Universo na palma da mão


19/11/2007


A verdadeira beleza está na alma

 

 

As feias que me desculpem, mas beleza é fundamental....

 

 

Talvez seja muita pretensão minha discordar tão veementemente de Vinícius, o problema é que eu não acredito muito nessa frase, admito que em uma época remota da minha vida realmente a beleza poderia fazer a diferença, e lembrando da primeira pessoa por quem me apaixonei de verdade sei certamente que a beleza não tinha muita importância, afinal ela não era a moça mais linda que existia na minha vida, e isso nunca foi surpresa para mim, eu sempre soube, mais não fazia a mínima diferença. Independente da beleza externa a Michelle tinha alguma coisa que as outras não tinham, ela era inteligente e tinha uma sensualidade irresistível, costumava ostentar um brilho nos olhos que me deixava fascinado, às vezes me divertia fazendo papel de bobo mesmo não sendo só pra que ela me desse um pouco mais de atenção, hahaha!!! Como éramos infantis, o pouco tempo que ficamos juntos me marcaram profundamente, éramos muito diferentes, ela uma cdf intelectual, ingênua e sonhadora, enquanto eu era justamente o contrário, desinteressado de tudo e de todos, apreciador do RDP e tremendo causador de confusões, ainda hoje não entendo como nossos caminhos se cruzaram, mais sei que foi maravilhoso, ela me fez ver o mundo de outra forma, de novos ângulos, então pude perceber a importância de gostar de alguém verdadeiramente, foi muito duro entender que não tínhamos nascido um para o outro.

 

Os anos que vieram trouxeram outras garotas muito mais lindas, mais nenhuma tão interessante, nessa época a beleza ditava as regras dos  meus relacionamentos, como eu não conseguia me apaixonar por nenhuma, então, apenas o tesão valia a pena, foram inúmeros relacionamentos carnais e físicos, sexo e nada mais, sem amor, sem paixão, apenas beleza e só. Teve a Cecília, que foi a mais linda de todas, ela era a imagem da perfeição com aqueles olhos verdes fulminantes, nela não havia um só centímetro fora de lugar, um corpo perfeito e um sorriso lindo, o sexo era intenso e explosivo, mais todas as vezes que ela ia embora, meu desejo ia junto, não havia cumplicidade, não havia parceria, era só desejo e nada mais.

 

Muitos tempo se passou, eu envelheci, tive um filho, amadureci e a Angélica apareceu, e exatamente como a Michelle, a imagem não importou, mais tinha uma coisa diferente dessa vez, agora eu não era um adolescente, eu, homem feito pude perceber que, o que senti pela Angélica ultrapassou em muito o que senti pela Michelle, era amor verdadeiro e intenso.

Eu que tinha desistido de buscar esse amor, foi assim que ele chegou, do nada e despretensioso, me envolveu e me enclausurou, por ela eu morreria feliz, a Angélica também não era a garota mais linda do mundo, mais foi por ela que meu coração bateu forte outra vez, quem sabe um dia ele possa repetir tamanha travessura, porém, não tenho muita fé nisso. E até que esse dia chegue, se é que ele vai chegar eu continuo a vida, sozinho e sonhando, à caminho dos horizontes perdidos de Shangri-La.

 

§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§§

 

Ouvindo Vanessa da Mata, Você vai me destruir.

 

Escrito por Edu Merovíngeo às 19h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Nordeste, Homem, de 26 a 35 anos
MSN -

/p>

/p>

Histórico


AgeMania.com - Venha jogar ON-LINE com mais de 200 pessoas simultaneamente!